Buscar
  • netms1

Caixa de Gordura Manutenção

Atualizado: Abr 21

CAIXA RETENTORA DE GORDURA


Como funciona?


A função da caixa é reter óleos e gorduras despejados nos ralos das pias das cozinhas, diretamente ou misturados com a água da lavagem de louças. A caixa deve ser dimensionada de acordo com o porte do estabelecimento.



Limpeza de Caixa de Gordura
Caixa de Gordura

Atenção!

Não ligue os esgotos provenientes dos banheiros na caixa de gordura, estes devem ser ligados diretamente na caixa de inspeção!




Problemas causados quando a caixa de gordura entope


  • Mau cheiro e refluxo de sujeira;

  • O escoamento lento e demorado;

  • Transbordamento de gordura pela tampa da caixa;

  • Reprodução e infestação de baratas e outros insetos;

  • Entupimento de canos conectados antes e depois da caixa de gordura.




Como realizar a limpeza


A limpeza é obrigatória e a forma mais simples e recomendada é a limpeza manual. Basta retirar a tampa da caixa de gordura, coletar o material superficial amarelado (pastoso ou sólido) com uma pá ou concha, retirar o material depositado no fundo, depositar em um saco plástico e descartar. Quando sobrar somente líquido dentro da caixa, a limpeza está pronta. Também é possível contratar empresas especializadas.



Frequência de limpeza


Bares e restaurantes de pequeno porte devem realizar a limpeza mensalmente. Não utilize água quente ou produtos como soda, ácidos ou biológicos pois podem arrastar a gordura e entupir tubulações em outras áreas.



Recomendações


Não jogue lixo ou restos de alimentos na pia ou no ralo. Assim, você evita o entupimento e a obstrução da rede de esgotos. Armazene o óleo de cozinha usado em garrafas descartáveis. Recicle, não dispense o líquido na rede de esgotos, para evitar entupimentos.



Rede de Água Pluvial


A canalização de água da chuva não deve ser ligada à rede de esgoto. Esta é uma ação irregular e possibilita o refluxo do esgoto para dentro do imóvel. O correto é direcionar essa água para a rede pluvial, que será destinada diretamente para rios e córregos.



fonte: Sabesp

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo